casas parceiras

UM BOTÃO PEQUENO (THE SMALL BUTTON), de Fyodor Pavlov-Andreevich, na Flip 2018

Fyodor Pavlov-Andreevich, artista visual, curador e diretor de museu russo-brasileiro, apresenta, durante a Flip 2018, seu trabalho performático "O Botão Pequeno", que integra uma nova série de realizações do criador.

 

A performance será realizada na Casa Fedrigoni, na quinta-feira, 26/7, das 21h à meia-noite. A apresentação é gratuita e aberta ao público. Mais que isso, é totalmente participativa. Nos diálogos entre o artista e seus convidados, o público decide quem fala e quando fala.

 

"Um segredo dessa conversa é a moderação de diálogos organizados pela vontade coletiva. A condução do público direciona para que a conversa nunca seja lógica, estruturada ou proveitosa, o que ajuda essa interação se tornar uma obra de artes visuais", afirma o performer.

 

Importantes personalidades da cultura brasileira, como Iara Jamra, Zeca Baleiro, Amyr Klink, Laura Erber e Gabriela Greeb, a cada meia hora, se revezam nos diálogos com Fyodor. Artista e convidado, um diante do outro, os dois interlocutores dividem uma mesa pequena de madeira. Sobre a tábua, há apenas uma campainha ao centro, com um pequeno botão.

 

Cada participante escolhe o tema a partir de cartões impressos e o dispõe de modo que seja visível ao público. Morte, Êxtase, Dor, Sexo, Ciúmes, Violência, Admiração, Inveja, Perdão e Raiva estão entre as possibilidades. O diálogo se inicia. Qualquer pessoa do público pode, a qualquer momento e por qualquer motivo, apertar o botão, o que significa interromper quem está falando e passar a palavra para o outro lado da mesa.

 

Um botão pequeno (The small button)

Ato performático de Fyodor Pavlov-Andreevich.

Convidados: Iara Jamra, Zeca Baleiro, Amyr Klink, Laura Erber e Gabriela Greeb

Na Flip 2018

Casa Fedrigoni

Curadoria Ric Peruchi e Estela Vilela

Avenida Otávio Gama (Beira Rio), 142 - Paraty

Quinta-feira, 26/7, das 21h à meia-noite

 

Mais informações sobre o artista:

 

Fyodor Pavlov-Andreevich é artista visual, curador e diretor de museu, além de escritor e diretor de teatro e cinema. Ele cria performances e instalações site specific, intervenções de guerrilha e trabalhos de longa duração que apresenta ao redor do mundo sob a curadoria de Hans Ulrich Obrist, Roselee Goldberg e Marina Abramović, para mencionar apenas alguns poucos nomes. O Carrossel performático de Fyodor foi exibido pela primeira vez em 2014, no Faena Arts Center, em Buenos Aires, e ganhou o Grand Prix do Kuryokhin Art Prize 2015. A última edição de Carrossel foi exibido no SESC Consolação em São Paulo em 2017. Pavlov-Andreevich vive e trabalha entre Moscou (onde cuida da Solyanka State Gallery, gerida inteiramente por artistas), Londres e São Paulo.

www.fyodorpavlovandreevich.com

share
Logo da Casa Azul