autora convidada

Leia um trecho de "Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha"

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha (Companhia das Letras, 2013), de Liudmila Petruchévskaia, autora que teve sua obra banida na União Soviética até o final dos anos 1990, reúne contos sobrenaturais baseados em histórias folclóricas. 


A carga política da obra não é explícita e nem previsível: a partir de casos de personagens assombrosos e de relatos macabros, a escritora – considerada a maior autora russa viva – aproxima o leitor do cenário soviético sem abrir mão do humor.


Leia um trecho.

 

Na Flip, que acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty, Liudmila Petruchévskaia participa da mesa 16, No pomar do incomum. 

share
Logo da Casa Azul