autor convidado

Leia um trecho de "A intuicionista", de Colson Whitehead

São tempos de calamidade no Departamento de Inspeção de Elevadores de uma grande metrópole, e Lila Mae Watson, a primeira mulher negra inspetora de elevadores da história do departamento, está no centro de tudo. O departamento é formado por dois grupos rivais: Os Empiristas, que trabalham de acordo com as regras, cuidadosamente verificando se não há estriamentos nos cabos de guincho e coisas afins; e os Intuicionistas, que são simplesmente aptos a entrar no elevador em questão,meditar e intuir se há algum defeito.


Lila Mae é uma Intuicionista, e tem o maior grau de precisão de toda a equipe. Mas quando um elevador entra em queda livre em seu turno, o caos é estabelecido. É ano de eleições na Associação dos Elevadores, e nada melhor para os Empiristas do que a culpa recair sobre uma Intuicionista. Mas Lila Mae nunca erra. Ela então faz uma viagem ao subsolo para investigar a queda, e acaba se envolvendo numa trama muito maior do que poderia imaginar – e descobrindo um segredo que mudará sua vida para sempre.


Primeira obra de Colson Whitehead, publicada originalmente em 1999, A Intuicionista (Harper Collins, 2018) se apropria de uma realidade paralela – mas ainda assim não muito diferente – para traçar o pensamento sobre as diferenças sociais, uma marca permanente em toda a obra do autor.


Leia um trecho.


Na Flip, o autor participa da mesa 15, Atravessar o sol, com Geovani Martins. 

share
Logo da Casa Azul