livro

Leia trecho de "Canção de Ninar"

Louise é uma babá que organiza a casa e cozinha perfeitamente.  Sua relação com os patrões, Myriam e Paul, se estabelece com profundidade - a ponto de a mãe saber o bolo preferido da babá. Mas não é por esse encontro - espécie de “amor à primeira vista” - que começa o livro Canção de ninar (Tusquets/Planeta, 2018), de Leïla Slimani, autora convidada da Flip 2018. A tragédia, verdadeiro cerne do livro, é anunciada na primeira linha: “o bebê está morto”. A filha mais velha agoniza e a babá, responsável pelo infanticídio, cravou uma faca na própria garganta.


Por meio da obra vencedora do prestigioso prêmio Goncourt, Slimani explora, de forma visceral, as contradições da maternidade, além de estereótipos de gênero, classe e raça. O texto já tem previsão de ser adaptado para as telas, com direção da francesa Maïwenn.


A Flip 2018 acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty.


Leia um trecho da obra aqui.

share

Leïla Slimani é confirmada na Flip 2018

Logo da Casa Azul