cobertura

Casas parceiras: mesas sobre Hilda Hilst e autopublicação

- Casa Libre & Nuvem de Livros 

Na manhã deste sábado (28.07), a mesa “A leitura como formação e afirmação política”, com Wadih Damous, abordou crises políticas atuais e tratou das possibilidades de relação entre o político e a educação. 


- Casa Instituto Hilda Hilst | Hysteria | Companhia das Letras

A mesa “Casa do Sol: Vida, obra e legado que habitam entre o pátio e a figueira” reuniu o presidente do Instituto Hilda Hilst, Daniel Fuentes, e o arquiteto e diretor geral do Programa Principal da Flip, Mauro Munhoz, com mediação do professor e crítico de arte Agnaldo Faria. A conversa tratou de preservação, memória e dimensão gráfica. “Assim como é impossível escrever fronteiras entre a poesia, a prosa e o teatro de Hilda, é impossível traçar fronteiras entre a vida, a obra e a casa dela”, afirmou Fuentes. “Essa casa foi uma espécie de cidade fora do mundo”, disse Munhoz. “Vamos ler a Casa do Sol!”, completou ele, sobre legados da escritora que esse espaço mantém vivos.


- Casa do Desejo - Literaturas que desejamos 

A autora convidada Eliane Robert Moraes lançou o livro O corpo descoberto: contos eróticos brasileiros (CEPE), composto tanto por escritores canônicos como Machado de Assis quanto por autores menos conhecidos, caso de Valentim Magalhães.


No mesa "A escrita feminina voando alto nos 40 anos de Cadernos Negros e outros achados", Benedita Lopes, Elaine Marcelina, Esmeralda Ribeiro e Mari Vieira conversaram sobre o grupo Quilombhoje, publicações e militância do movimento negro.


- Casa Insubmissa de Mulheres Negras

A escritora Jarid Arraes falou sobre Dandara dos Palmares e da importância do cordel na literatura na mesa “As mulheres negras na literatura de cordel”, que encheu a casa parceira da Flip.


- Editora Labrador

Com programação parceira no espaço da Casa PublishNews, a editora organizou a conversa “Autopublicação: a experiência de quem escreve”, com autores que tomaram a iniciativa para publicar os próprios livros, como Marília Passos, Walter Ghelfi e Andréa Kogan.


- Casa Cineclube Futura

Neste sábado, aconteceu a exibição dos curtas-metragens sobre gênero: Macho, sim senhor, Preces fora do armário, Cartas sobre nosso lugar, e Expresso futuro: relacionamentos em tempo de hiperconexão.

 

- Barco Flipei

O Slam do Prego agitou o público que visitou o espaço parceiro com vozes de resistência. Gritos poéticos diversos fizeram da batalha de poesia uma verdadeira festa. 

share
Logo da Casa Azul