Paraty é uma festa: dez anos de Flip

Esta não é a “versão oficial” dos primeiros dez anos de Flip. É uma versão contada por alguns dos melhores jornalistas do país a partir da visão que eles mesmos formaram sobre a Festa. Bem ao espírito plural que a caracteriza, aqui estão diferentes vozes e impressões, pautadas apenas pela liberdade de opinião e pelo texto bem escrito.


Os capítulos que compõem o livro revivem os momentos decisivos do evento. Falam não apenas das mesas instigantes e temas de repercussão, mas fixam lances dignos das antologias da vida literária no Brasil. Ao fim, há um posfácio que situa a história da Flip em relação à cidade que a originou e é sua razão de ser.


Hemingway e seus amigos que perdoem, mas faz tempo que a festa deixou de ser em Paris. Desde 2003, o destino dos escritores se chama Paraty.

Logo da Casa Azul